Tendências, linhas e canais de tendência

Tendência é uma mudança consistente nos preços, ou seja, uma mudança nas expectativas dos investidores.

1) TENDÊNCIA DE ALTA é definida por topos e fundos ascendentes no tempo.
2) TENDÊNCIA DE BAIXA é definida por topos e fundos descendentes no tempo.
3) TENDÊNCIA LATERAL é definida por topos e fundos sem direção. Uma congestão.

A ligação dos topos e fundos formam uma linha de tendência

- Um período gráfico maior torna a linha mais importante: Uma linha de tendência num gráfico semanal mostra uma tendência mais importante do que uma linha de tendência num gráfico diário.
- Quanto mais tempo a linha de tendência “resistir” sem ser rompida e mais vezes for testada, maior será a força do rompimento (pois será considerado mais significativo).
- Uma LT com inclinação muito grande exige que os preços caiam ou subam muito rápido. Isso pode tornar o rompimento da linha fácil, e por isso esse rompimento pode não representar uma mudança de tendência.

LTA = Linha de Tendência de Alta
LTB = Linha de Tendência de Baixa

Os canais de tendências

Um canal de tendência é formado por uma linha paralela à linha da tendência principal.

Canal de tendência análise técnica

Operando através das linhas de tendência

- Compra no rompimento da LTB ou venda no rompimento da LTA. OBS: Para evitar falsos rompimentos, é indicado que após o primeiro candle(ou barra) romper a linha, o candle seguinte tenha seu corpo completamente acima da linha.

- Comprar na linha inferior do canal de tendência e vender na linha superior: na teoria parece fácil, porém na prática não é bem assim. É importante saber bem suportes e resistências e também associar a outros métodos (indicadores, por exemplo). Além disso, ter um bom controle de risco.
Nenhum comentário:
Postar um comentário