Termos usados no mercado Financeiro

Termos Mercado Financeiro - Bolsa de Valores
Abaixo segue relação de alguns termos utilizados no mercado de ações.

Grupamento (Inplit) / Desdobramento (Split): Operação na qual a empresa diminui/aumenta o número de ações sem mexer no seu capital social. SAIBA MAIS

Spread: Diferença entre o preço de compra e o de venda no livro de ofertas de uma ação.

Stop: Tipo de ordem que protege o capital do investidor. SAIBA MAIS

Dividendos (DIV) e Juros sobre Capital Próprio (JSCP): Uma empresa deve dividir os lucros com seus acionistas. Essa divisão pode ser feita através dos dividendos ou de Juros sobre Capital Próprio. SAIBA MAIS

Alavancagem: Investimento feito com capital extra, de terceiro, para aumentar as proporções de lucro. Como consequência, aumenta o risco da operação.

Subscrição: É um aumento de capital, com emissão de novas ações, feito por uma empresa para obter recursos. SAIBA MAIS

After Market (AM): Horário extra de funcionamento da bolsa. SAIBA MAIS

Ação Ordinária (ON): que concede o direito de voto nas assembleias da empresa.

Ação Preferencial (PN): que oferece preferência no recebimento de resultados ou no reembolso do capital em caso de falência da companhia. Sem direito de voto nas assembleias.

Mercado fracionário: Se você não desejar comprar um lote completo de ações, é preciso usar o mercado fracionário. Para isso, insira a letra “F” no final do código da ação, exemplo: PETR4 / PETR4F, ITUB4 / ITUB4F.

Blue Chips/Ações de primeira linha: São as ações mais negociadas e, em princípio, seguras do mercado. Geralmente são empresas de grande porte e excelente reputação. Sobre o termo blue chip, ele foi "herdado" do jogo de poker, no qual é usado para se referir às fichas mais valiosas, as azuis.

Small Caps/Ações de segunda linha: São ações de empresas de médio e grande porte, com menor liquidez do que as ações de primeira linha e com risco um pouco mais elevado. Há ações de excelentes empresas classificadas como segunda linha.

Ações de terceira linha: São ações caracterizadas por pequena liquidez, alta volatilidade e pouquíssimos negócios, de companhias de médio e pequeno porte. Basicamente são os chamados "micos" da bolsa de valores.

Circuit-Break (CB): Mecanismo de segurança acionado nas bolsas de valores para interromper o pregão quando há movimentos bruscos. SAIBA MAIS

Sobre o touro (Bull Market): Expressão usada para designar a tendência de alta generalizada do preço dos ativos financeiros, devido à semelhança com o movimento que o touro faz quando ataca – de baixo para cima.

Sobre o urso (Bear Market): Expressão usada para designar a tendência de queda generalizada do preço dos ativos financeiros, devido à semelhança com o movimento que o urso faz quando ataca – de cima para baixo.

Ativos em Carteira ou Ativos em Custódia: Ativos que o investidor possui.

Acionista Majoritário: Acionista (ou grupo) que detém grande quantidade de ações (mais da metade) com direito a voto (ON), e por isso possui o controle acionário de uma empresa.

Acionista Minoritário: Acionista que possui quantidade não expressiva de ações com direito a voto (ON), e por isso não possui o controle de uma empresa.

Especular: Negociar com objetivo de ganho rápido. SAIBA MAIS

Beta: Coeficiente de volatilidade de uma ação, que compara o preço de uma ação ao Índice Bovespa, usado como ponto de referência para o mercado brasileiro, com beta igual a 1. SAIBA MAIS

Trade / Timing: A primeira expressão é usada para designar a realização de um negócio e a segunda para designar o momento certo de comprar ou vender.

Margem de garantia: depósitos exigidos pelas corretoras para realização de determinados tipos de operações, para evitar inadimplência das partes envolvidas no negócio. Geralmente são aceitos como garantia ativos negociados na bolsa, títulos públicos, CDB's, etc.

Valor de mercado da empresa: Valor calculado pela multiplicação da quantidade de ações da empresa pelo preço de mercado dessas ações.

Abreviações: 
DT - Day Trade / ST - Swing Trade SAIBA MAIS 
CP - Curto Prazo / MP - Médio Prazo / LP - Longo Prazo
IR – Imposto de Renda
FR - Fato Relevante (comunicado da empresa que pode influir fortemente na decisão de investimento)
FED – Federal Reserve Bank (Banco Central Americano)
CEI – Canal Eletrônico do Investidor
ANA – Aviso de Negociação de Ativos (extrato das negociações do investidor, enviado pela BM&FBovespa)
COPOM – Comitê de Política Monetária do Banco Central
WTr – WebTrading, sistema de negociação de minicontratos via internet
HB – Home Broker, ferramenta oferecida por quase todas as corretoras através da qual os investidores podem enviar ordens de compra e venda via internet.
IBOV – Índice Bovespa
AT – Análise Técnica SAIBA MAIS / AF – Análise Fundamentalista SAIBA MAIS
DFC – Demonstração de Fluxo de Caixa SAIBA MAIS
DRE – Demonstrativo de Resultado do Exercício SAIBA MAIS
CVM – Comissão de Valores Mobiliários
ADR - American Depositary Receipts SAIBA MAIS
Nenhum comentário:
Postar um comentário