Analisando os Volumes

Quando olhamos um gráfico, logo abaixo dos preços encontramos, quase sempre, um gráfico histograma de volume. Ele representa dinheiro, ações, contratos que mudaram de mãos no período (dia, mês, ano – conforme o gráfico utilizado) e serve como um ótimo indicativo de pressão do mercado. Os volumes diários são mais interessantes para analisar, pois mostram mais nitidamente o comportamento do mercado (demanda e a oferta).

Algumas conclusões que podemos tirar observando os volumes


1) Preços e volumes subindo: Força da tendência de alta, preços devem subir mais.

2) Preços subindo e volumes diminuindo: Tendência de alta enfraquecendo e perto de ser revertida. Pode, antes da reversão, ocorrer diminuição no ritmo da alta de preços.

3) Preços e volumes caindo: Tendência de baixa enfraquecendo e perto de ser revertida para alta. Pode, antes da reversão, ocorrer diminuição no ritmo de queda de preços.

4) Preços caindo e volumes subindo: Força da tendência de baixa, queda deve continuar.

5) Volumes estáveis (não aumentam nem diminuem): Sem efeito sobre os preços.

6) O rompimento de uma importante faixa de negociação com volume muito alto traz mais credibilidade à definição.

Dicas para analisar o volume de uma ação

- É interessante utilizar uma média móvel no gráfico de Volume para melhor visualização de onde os volumes estão aumentando ou diminuindo.
- O OBV (On Balance Volume) é um ótimo indicador para analisar a relação do preço e do volume.

Análise Técnica - Gráfico com Volumes
Gráfico com Volumes (com média móvel de 10 períodos)
plotados abaixo dos preços. 

Nenhum comentário:
Postar um comentário