Tipos de Investidores Mercado de Capitais

Investidores Mercado de Capitais
Os investidores são essenciais para movimentar o mercado de capitais, sendo tão importantes quanto os intermediários, já que sem eles não haveriam compradores e nem vendedores para “girar” o mercado. A classificação dos investidores no mercado ocorre conforme a forma da participação de cada um:

Os investidores individuais


pessoas físicas ou jurídicas que participam sozinhos, diretamente no mercado, seja comprando ou vendendo ações. São pessoas “comuns” ou ainda empresas ou pessoas jurídicas que participam do mercado individualmente. Ex: Pessoa Física, Pessoa Jurídica Não Financeira e Clubes de Investimento;

Os investidores institucionais


pessoas jurídicas que, obrigadas pelo governo, precisam investir parte de seu capital no mercado financeiro, formando uma carteira de investimento. São considerados um dos mais importantes participantes do mercado por movimentarem grandes volumes e geralmente visarem o longo prazo. Além disso, aceitam maiores riscos e possuem condições de contratar especialistas para “guiar” os investimentos. Ex: sociedades seguradoras, entidades de previdência privada, sociedades de capitalização, fundos externos de investimento e fundos mútuos de investimento.

Os investidores na BM&FBovespa


A BM&FBovespa divide os investidores em seis categorias: pessoa física (incluindo Clubes de Investimentos), investidor institucional local, investidor estrangeiro, empresas Públicas e Privadas, Instituições Financeiras e outros. Sendo que, em especial, podemos citar os estrangeiros e institucionais que são responsáveis por grande participação na bolsa e normalmente acabam definindo o “lado” que o mercado deve ir.

Já os investidores pessoas físicas seguem, atualmente, desanimados e “fugindo da bolsa” após a crise internacional, o desaquecimento da economia brasileira e também a intervenção do governo nos preços das empresas de energia, que eram consideradas como defensivas.
Nenhum comentário:
Postar um comentário