A sorte de principiante na bolsa

Cassino Bolsa de Valores
Não é raro ver pessoas falarem que a bolsa é um “cassinão”. Na verdade há várias diferenças e algumas semelhanças. Uma das semelhanças, a maioria das pessoas identifica pouco depois de começar a operar no mercado: a sorte de principiante.

A maioria das pessoas é atraída para a bolsa pela possibilidade de ganhar dinheiro “do nada”. Nas primeiras operações, o novato costuma ter sorte, ganha alguns trocados, o que o deixa muito confiante e já “viciado na bolsa". Passado não muito tempo, começa um festival de prejuízos gerados por um momento de baixa da bolsa. É nesse momento que se torna visível a diferença entre um investidor experiente e um novato e também que não existe “dinheiro fácil”.

No caso da bolsa de valores, essa sorte inicial, na maioria dos casos, se explica pelo fato de as pessoas, influenciadas por notícias na mídia, começarem a operar em épocas de grande euforia na bolsa. São momentos em que, independente se a ação foi bem ou mal comprada, qualquer um lucra. É um ganho obtido sem uma técnica concreta, pois valorização passada nunca será garantia de valorização futura.

Independente do resultado dessa experiência inicial, o novato continuará obcecado por aquele curto período de tempo quando teve o “gostinho” de ganhar dinheiro. E tentará a todo custo um dia poder voltar a operar na bolsa – alguns estudarão e voltarão mais preparados, outros (maioria) voltarão com posturas até piores – atirando para todos os lados para tentarem ficar milionários da noite para o dia.
Nenhum comentário:
Postar um comentário