O que considerar para diversificar as ações

Diversificando na Bolsa de Valores
Na hora de diversificar, é importante levar em conta os riscos que cada empresa se expõe. Abaixo, seguem os principais que devem ser considerados na hora de diversificar sua carteira de ações.

1) Riscos específicos da empresa 


São os relativos a fatores específicos da empresa ou setor, sendo os três que comentarei a seguir, os principais a serem verificados.

- Risco de projeto


Empresas que investem em um maior número de projetos tendem a diminuir esse risco. Um exemplo fácil de entender: uma empresa do comércio que possui apenas uma loja possui muito mais risco do que uma que possui dez lojas, pois qualquer problema com aquela única loja afetará fortemente os resultados financeiros. Porém, se a empresa depende apenas de um projeto, mesmo que seja muito promissor, o investidor pode diminuir esse risco por si próprio comprando também ações de outras empresas com planos de projetos distintos.

- Risco Competitivo


Se o investidor está preocupado com a concorrência que determinada empresa está fazendo a outra do mesmo setor (uma tirando espaço da outra no mercado), a melhor maneira de diminuir esse risco da “competição” é comprando ações das duas empresas.

- Risco Setorial


O que é ruim para um determinado setor, pode não afetar ou até ser bom para outro setor. O modo mais fácil de o investidor eliminar esse risco é diversificando a sua carteira com ações de empresas de setores diferentes. SAIBA MAIS

2) Riscos de mercado


São os riscos ligados à possibilidade de perdas causadas por crises financeiras, instabilidade em taxas de juros, inflação, taxas de câmbio, preços de ações e preços de commodities. O que ajuda diminuir um pouco esse risco é investir em ações de setores diferentes.

CLIQUE AQUI e saiba como a diversificação pode influenciar na sua carteira de ações.
Nenhum comentário:
Postar um comentário