Renda Fixa: Certificados de Depósitos Bancários (CDB)

Certificados de Depósitos Bancários (CDB), bancos
São títulos que os bancos vendem ao público para captação de recursos. Isso significa que quem está investindo em CDB, na verdade está fazendo um empréstimo à instituição financeira (banco ou corretora). A rentabilidade dos CDBs varia de banco para banco e é baseada em um percentual de uma taxa de referência (CDI, índices de inflação).

As modalidades do CDB


Prefixados

O investidor já saberá antecipadamente o quanto irá receber no vencimento, pois a taxa de juros (CDI) já fica definida logo no início da aplicação.

Pós-fixados

Só é possível saber a verdadeira rentabilidade na data do vencimento ou no resgate da aplicação, pois o rendimento vai depender do desempenho da Taxa de Juros (CDI ou outro indicador econômico).
  • Escolhendo se deve investir em um CDB Pré-fixado ou Pós-fixado: o investidor pode verificar a tendência da Taxa de Juros. Se a tendência for de alta, vale a pena escolher o Pós-fixado e se a tendência for de baixa, escolher o Pré-fixado. 

Liquidez do Investimento

Há CDBs com liquidez diária e outros com liquidez apenas no vencimento. Vale lembrar que os que possuem liquidez apenas no vencimento geralmente possuem taxas mais atrativas, porém o investidor deve escolher conforme a necessidade de uso do dinheiro aplicado.

- Assim como a caderneta de poupança, o CDB normalmente não possui cobrança de taxa de administração. Mas, há IOF (para aplicações de menos de 30 dias) e IR. SAIBA MAIS

Risco do CDB

Baixo igual à poupança, o risco seria de o banco quebrar. Porém, o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) garante até R$ 250 mil por instituição financeira. Ou seja, é interessante dispersar os investimentos em bancos diferentes caso o investidor tenha mais de R$ 250 mil.

Aplicação Mínima

Assim como o retorno, varia de instituição financeira para instituição financeira, mas atualmente é comum vermos valores entre R$ 100 e R$ 2 mil.
Nenhum comentário:
Postar um comentário