Tipos de Preço/Lucro (P/L) e qual usar

Como vimos no artigo “Preço sobre Lucro (P/L)”, o indicador P/L é um dos mais usados na análise fundamentalista. Ele alia o preço da ação com o desempenho operacional da empresa – em princípio quanto menor for o múltiplo, melhor. Analistas costumam utilizá-lo de três formas:

Tipos de Preço/Lucro - Análise Fundamentalista

A dúvida que fica é: já que o mercado costuma visar sempre o lucro futuro das empresas, qual a melhor forma de usar esse indicador fundamentalista?

Calcular o P/L corrente ou passado seria a forma mais conservadora. Alguns defendem o uso do P/L passado por usar resultados mais recentes no cálculo. Por outro lado, há de levar em conta que algumas empresas possuem variações no lucro conforme os trimestres (principalmente as cíclicas), o que, por incluir trimestres de anos distintos, deixaria o cálculo do P/L passado distorcido.

Mas se a empresa vem mostrando forte crescimento nos resultados é interessante usar o múltiplo P/L futuro. Atualmente é a forma mais usada pelos analistas, mas é necessário cuidado, pois para usar o P/L nesse modo o investidor deve estar muito firme em suas análises que indicam que o lucro da empresa deve realmente crescer.

Se a empresa vem mostrando há vários anos um lucro “estabilizado”, mesmo que o mercado esteja apostando em alta do lucro, o ideal é ser o mais conservador possível e usar o P/L corrente. Para deixar de ser conservador no cálculo do P/L é necessário que a própria empresa já tenha dado sinais de que possui um crescimento consistente do lucro.

Enfim, há de verificar cada caso para saber qual tipo de P/L é o melhor a ser utilizado.

P/L Corrente x P/L Futuro: Quase sempre o P/L futuro será mais baixo que o corrente já que analistas sempre apostam no crescimento da empresa e, portanto, que o lucro futuro será superior ao atual. Apenas em cenários muito complicados para a economia (ex: crises financeiras) o P/L projetado poderá ficar igual ou acima do corrente.
Nenhum comentário:
Postar um comentário