Renda Fixa: Recibos de Depósitos Bancários (RDB)

Renda Fixa - Recibos de Depósitos Bancários (RDB)
Os RDBs (Recibos de Depósitos Bancários) possuem praticamente as mesmas características dos CDBs (Certificados de Depósitos Bancários).

- São títulos de renda fixa que os bancos vendem ao público (pessoas físicas ou jurídicas) para captação de recursos.

- A rentabilidade varia de banco para banco e é baseada em um percentual de uma taxa de referência (CDI, índices de inflação).

- Podem ser Prefixados e Pós-fixados assim como o CDB.

- Aplicação mínima varia de banco para banco, sendo normalmente valores de R$ 100 até R$ 2 mil.

- Risco baixo, apenas da quebra da instituição financeira. Porém o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) garante até R$ 250 mil por instituição financeira.

- Mesmo tratamento tributário que os CDBs. Há IOF (para aplicações de menos de 30 dias) e IR. SAIBA MAIS

Porém há algumas diferenças...

- Os RDBs possuem liquidez apenas no vencimento. É inegociável e intransferível, portanto é praticamente impossível resgatar antes do vencimento (há raras exceções em que se consegue negociar com a instituição financeira – porém com perda total da rentabilidade).
  • RDB rende mais que o CDB, já que o banco tem certeza do prazo que terá para investir o dinheiro. Porém, pesa na escolha da maioria dos investidores a preferência pela liquidez diária. Além disso, a diferença entre as taxas de CDB e RDB é baixa (não compensa a falta de liquidez), o que faz com que sejam poucas as ofertas de RDBs.
- Podem emitir RDBs, além dos bancos comerciais, múltiplos, de investimento, de desenvolvimento e a Caixa Econômica Federal, também as sociedades de crédito, financiamento e as cooperativas de crédito a seus associados.
Nenhum comentário:
Postar um comentário