Quer estar { vivendo da bolsa } em apenas 10 anos?

➡️ Baixe agora e-Book 100% Grátis! CLIQUE AQUI

Usando as retrações e expansões de Fibonacci

As ações andam em “zig zag”, ou seja, a cada onda alta ou de baixa, normalmente haverá uma correção. É aí que entra a função das retrações de Fibonacci na análise técnica. Essa ferramenta gera pontos, baseados nos números descobertos pelo italiano matemático Leonardo Pisano (1170 – 1250), que servem para indicar possíveis zonas de suporte ou resistência de um papel.

São pontos onde os traders devem ficar atentos a possibilidade de reversões na tendência, resistências ou suportes. A confirmação se é ou não um ponto de reversão (e portanto de compra ou venda) deve ser feita aliando outras ferramentas da análise técnica (indicadores, candlesticks, etc) à análise.

Encontrando os pontos de retração de Fibonacci

É simples, basta traçar o Fibonacci entre um fundo e topo de qualquer movimento de alta ou de baixa. Normalmente, os softwares de análise gráfica já estão configurados para aparecem as retrações de 0%, 38,2%, 50%, 61,8% e 100%. Alguns também incluem as de 23,6% e 76,4%. Sobre essas retrações precisamos ressaltar alguns pontos importantes:

- Espera-se sempre uma correção entre 61,8% e 38,2%. A correção não pode ultrapassar o limite de 61,8% do movimento total analisado, senão o mesmo tende a ser totalmente descartado (conforme gráfico abaixo);

- As retrações de 23,6% e 76,4% são consideradas fracas (válidas apenas para operar repiques rápidos).

Exemplo: Vamos verificar os gráficos abaixo. Veja que, no primeiro gráfico, o ativo vem em uma tendência forte de alta, no qual o preço passou de R$ 2 para R$ 6,30 (aproximadamente). Nos R$ 6,30 fez topo. Para obter os pontos de suporte e resistência foi utilizada a sequencia de Fibonacci com cinco pontos: 0%, 38,2%, 50%, 61,8% e 100%, sendo que a referência para traçar é o menor fundo e maior topo do papel no período analisado. A partir do topo, o papel retraiu 61,8% do movimento total e fez fundo. No segundo gráfico vemos possíveis alvos de repique a partir desse ponto, mas agora traçando o Fibonacci do topo em R$ 6,30 para o fundo em R$ 3,60.

Retrações de Fibonacci - Análise Técnica

As expansões de Fibonacci

Servem basicamente para projetar possíveis objetivos de queda ou de alta para um ativo. É necessário procurar um pivot para, a partir dele, conseguirmos traçar esses objetivos com as expansões de Fibonacci. Tudo deve ser feito na seguinte ordem:

Posiciona o nível de 0% no fundo do pivot e 100% na cabeça do pivot (exatamente como se tivesse procurando as retrações do mesmo). Após, é necessário mover o fibonacci e posicionar o 0% exatamente na cabeça do Pivot como no exemplo abaixo:

Expansões de Fibonacci - Análise Técnica

Os níveis de expansão mais usados

- Para objetivos mais curtos: 38,2%, 61,8%, 100%
- Para objetivos mais longos: 161,8%, 261,8% e 423,6% (são expansões que servem como fortíssimas resistências).

Vale lembrar que o sempre haverá o risco de o papel não alcançar os objetivos, portanto para evitar prejuízos devido a essas falhas é importante usar Stop nas operações.

Sobre a sequencia de Fibonacci

É uma sucessão de números que começa com 0 e 1 e os seguintes são sempre a soma dos dois números anterior. Essa proporção, chamada de “proporção áurea” aparece em muitos fenômenos da natureza. O valor dela - dado pela divisão entre um termo e seu antecessor - é de 1,618. OBS: quanto mais avança a sequência de Fibonacci, mais a divisão entre um termo e seu antecessor se aproxima desse número.

Comentários

  1. Muito boa explicação edemonstração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom. Gostaria de receber material sobre retorno as médias móveis.

      Excluir
  2. Td bem? Na ferramenta de expansão de fibonacci das plataformas atuais (ex: Meta trader 5) onde são marcados 3 pontos no gráfico, os níveis de alvo são diferentes dos obtidos com este método de mover a retração. Qual é o correto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá silviomreis, os dois métodos podem ser utilizados (existem diferentes maneiras de traçar o Fibonacci). No caso do Meta Trader 5 e algumas outras ferramentas existe esse método dos 3 pontos que chamam de "expansão alternada". Nela os níveis de alvo são calculados a partir do fundo da "Onda 2".

      No vídeo do link a seguir, do canal do André Moraes, é comentado sobre essas diferentes maneiras (mais ou menos a partir dos 48 minutos de vídeo) https://www.youtube.com/watch?v=8-qbG5ZeolQ

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Planilha de Cálculo de I.R Ações e Opções

Ordens START, STOP, STOP Móvel e STOP Simultâneo

O que é a Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC)?

Como calcular o I.R em operações com Ações e Opções

Entenda como funcionam os dividendos