Renda Fixa: Letra de Crédito do Agronegócio (LCA)

LCA são títulos de renda fixa de características praticamente idênticas ao LCI (Letra de Crédito Imobiliário). Assim como no LCI, o investidor está emprestando dinheiro para uma instituição financeira¹ (ex: banco ou corretora). A diferença é que esse dinheiro vai servir para o banco financiar o setor do agronegócio ao invés do setor imobiliário. O produtor deixa como garantia para o banco máquinas ou ativos reais (café, boi, etc), por exemplo, até quitar o empréstimo (para o investidor da LCA isso não faz diferença, já que o banco deve lhe devolver seu dinheiro investido + juros na data de vencimento).

Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) - Renda Fixa

As características do investimento em LCA


- Contratação normalmente é feita nas agências, caixas eletrônicos ou internet home banking (varia conforme instituição financeira, portanto entre em contato com a mesma);

- Não há cobrança de taxas para aplicação;

- Rentabilidade dos LCAs é um percentual da taxa CDI ou de índices de inflação, sendo que  há títulos prefixados (raros) ou pós-fixados;

- Aplicação mínima alta, geralmente a partir de R$ 30 mil. Porém, há instituições que já permitem a aplicação de valores menores, mas exatamente por isso acabam pagando uma taxa menor do CDI;

- Até 28/05/2015 existiam, apesar de mais raras, LCAs sem carência e com liquidez diária. A regra mudou a partir de 29/05/2015, fazendo com que atualmente só existam LCAs com prazo mínimo de resgate (carência da aplicação) e de vencimento de 90 dias.Vale lembrar que os prazos referentes à aplicação influem diretamente na taxa que o título retorna ao investidor;

- Há ISENÇÃO de imposto de renda e IOF para pessoas físicas assim como no LCI;

- Risco muito baixo. Há o risco de o banco quebrar, mas nesse caso investidor tem a garantia de receber de volta até R$ 250 mil por CPF por instituição bancária.

¹ autorizada pelo Banco Central do Brasil
Nenhum comentário:
Postar um comentário