O que é Day Trade, Swing Trade, Position Trade, Buy & Hold

Day Trade, Swing Trade, Position Trade, Buy & Hold, entre outros, são termos que tratam do prazo das operações na bolsa de valores. Abaixo irei resumir cada tipo de operação.

Day Trade


É o tipo de negócio em que o investidor zera a posição no mesmo dia em que ela foi iniciada (de curtíssimo prazo). É uma operação de ganhos muito rápidos e pequenos, mas que na soma final, se bem feita a estratégia, proporciona bons lucros.

Esse tipo de investidor segue a análise gráfica, utilizando os chamados “gráficos intraday”.

Alguns pontos importantes:


- É preciso bastante tempo disponível para operar no mercado;

- A tributação no mercado day trade é mais alta; 20% sobre o lucro, sendo que não há limite de isenção;

- Há um maior gasto em corretagens.

Swing Trade


Termo utilizado para operações que duram em torno de 1 a 5 dias. Esse tipo de investidor segue gráficos diários e semanais, buscando ganhos maiores que os em operações day trade; algo em torno de 5% .

Assim como no day trade, é necessária uma boa estratégia para obter sucesso. O swing trader opera menos vezes, procurando acertar os movimentos de curto prazo. Assim como o day trader, possui bom conhecimento em análise gráfica.

Alguns pontos importantes:


- Também precisa de tempo disponível para operar no mercado;

- A liquidez dos ativos operados pode ser um pouco menor que no caso do Day Trade, mas não tão pouca.

Position Trade


Operação de prazo que pode ir de algumas semanas a alguns meses (dificilmente mais de 3 meses). Se baseia em análise gráfica (geralmente gráficos semanais e mensais) , e também na análise fundamentalista para escolha das empresas.

O retorno costuma ser acima de 10%. Pode ser utilizado por investidores que mantém posições em derivativos e operam cobertos, oferecendo as ações como garantia durante o prazo das operações.

Alguns pontos importantes:


- Exige bom conhecimento em análise gráfica e uma boa estratégia;

- A liquidez dos ativos pode ser bem menor que no caso do Day Trade e do Swing Trade.

Médio Prazo


Operação que vai de semanas ou meses a até poucos anos. Exige principalmente noções de análise fundamentalista e não exige tempo para operar no mercado.

Longo Prazo e Buy & Hold


Operações que apresentam os maiores prazos, podendo passar de 10 anos de aplicação. Não existe uma estimativa de retorno definida e o investidor não precisa possuir grandes conhecimentos em análise gráfica.

Já o Buy & Hold não consiste apenas em comprar e “esquecer” as ações, mas em fazer compras ao longo do tempo, buscando além de formar uma poupança, também ajustar o preço médio das ações com o objetivo de isolar a volatilidade no longo prazo.

Alguns pontos importantes:


- Assim como o investidor de médio prazo, o investidor de longo prazo não precisa de muito tempo de “dedicação” ao mercado.;

- É aconselhável que o investidor possua algum entendimento de análise fundamentalista, pois, ao longo dos anos, é importante que sejam feitas análises para verificar se as empresas continuam cumprindo os critérios utilizados de quando foi feita a compra.

Qual prazo utilizar

Isso vai depender de seus conhecimento em análise técnica, análise fundamentalista e também de sua disponibilidade de tempo para acompanhar o mercado.

Comentários

  1. oi boa noite, tenho uma duvida em relação a compensação de prejuizo em DT, para compensar prejuizos no mes seguinte é preciso baixar programa da receita federal ? e para compensar eu posso pegar as taxas e corretagem e coloca na compensação ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Kesley, não precisa baixar programa da Receita Federal para compensar. Você mesmo irá fazer o cálculo de IR e as compensações de prejuízos se necessário. Você apenas irá mostrar os lucros e prejuízos mensais para a Receita Federal na tua declaração anual do imposto de renda. Sim, as taxas de corretagem e emolumentos podem ser deduzidos dos resultados das operações (consequentemente irá diminuir a base de cálculo do IR).

      Excluir
    2. espera, deixa eu ver se interpretei bem, eu posso então pegar taxas de liquidação, emolumentos, corretagens, ISS e compensar?
      por exemplo:
      comprei 1000
      vendi 900
      e nestas operações de compra e venda foram cobrados hipoteticamente
      20 reais de taxas
      nas operações em si tive 100 reais de prejuizo, tive tambem as taxas que foram de 20 reais
      neste exemplo eu devo pegar e compensar apenas os 100 reais ou eu devo adicionar os 20 reais de taxas e compensar 120?

      desde já eu sou grato a voce pelas informações, estou seguindo voce no twiter, sempre observo este blog pois tem muita informação, e muito obg pela ajuda viu, eu sou novato em operações em bolsa, estou atrás de independência financeira assim como muitos estão, não é facil.


      Excluir
    3. Bom dia Kesley. Antes de mais nada gostaria de agradecer por seguir nosso blog lá no Twitter. Nesse caso a tua operação deu prejuízo de R$ 120 (deve somar os R$ 20 de taxas) e é esse valor que você poderá utilizar para compensar nos meses seguintes. Então vamos supor que no próximo mês você tenha um lucro líquido de R$ 200 em day trade (já descontadas as taxas), o IR a pagar será calculado 20% sobre R$ 80 (você abate o prejuízo a compensar do lucro e depois aplica a alíquota do IR). Vale lembrar que prejuízo em Day Trade só pode ser utilizado para compensar ganhos em Day Trade. E prejuízo em operações comuns só pode ser utilizado para compensar ganhos em operações comuns.

      Excluir

Postar um comentário