Como declarar Fundos de Ações no imposto de renda?

Identificados por ter pelo menos 67% do patrimônio em papéis negociados na bolsa, os fundos de ações são tributados na fonte em 15% sobre o lucro. Ao contrário do investimento tradicional em ações, em que todos os meses o investidor é responsável por calcular o imposto e gerar a DARF de pagamento, nos fundos de ações o imposto é pago na fonte e somente uma vez no momento do resgate do investimento. Ou seja, a única preocupação do investidor é em inserir o investimento e os rendimentos obtidos corretamente na declaração anual do imposto de renda. Confira abaixo como fazer.

Antes de iniciar, consiga o informe de rendimentos com a instituição financeira, pois é essencial que os dados declarados coincidam exatamente com aqueles que estão informados no documento.

Para declarar seu saldo em fundos de ações vá até a ficha Bens e Direitos do programa de declaração do imposto de renda e utilize o código 74 - Fundo de Ações, Fundos Mútuos de Privatização, Fundo de Investimento em Empresas Emergentes, Fundos de Investimento em Participação e Fundos de investimentos de Índice de Mercado. Insira o CNPJ do fundo. Em discriminação escreva o nome e CNPJ do fundo, nome e CNPJ do administrador do mesmo, e o número de cotas. Em 31/12 coloque o valor investido nesta data, igual constar no informe de rendimentos.

declarar Fundos de Ações no imposto de renda

Para declarar os rendimentos, vá até a ficha Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva e utilize o código 06 – Rendimentos de aplicações financeiras. Insira nome e CNPJ da fonte pagadora e o valor dos rendimentos. O recomendado é utilizar o CNPJ da instituição financeira (a “fonte pagadora” do informe).

declarar Fundos de Ações no imposto de renda

Comentários