Entenda o que é aumento de capital e diluição acionária

aumento de capital
Algo que vira e mexe as empresas anunciam no mercado de ações é o aumento de capital. Basicamente o aumento de capital significa a emissão de novas ações e pode ocorrer através da incorporação de reservas de lucros (bonificação de ações) ou via subscrição de ações.

No caso da bonificação de ações, praticamente nada muda para os já acionistas e para a empresa. Os acionistas recebem novas ações gratuitamente, mas o preço das ações se ajusta para baixo. Esse ajuste ocorre porque o patrimônio líquido da empresa continua exatamente o mesmo, e a base acionária se torna maior. Em outras palavras, a empresa não pode passar a ter um valor de mercado maior na bolsa apenas porque emitiu mais ações.

A subscrição de ações já é um caso completamente diferente da bonificação de ações. Primeiro é importante entender que a subscrição de ações serve para a empresa captar dinheiro sem que necessite pedir novos empréstimos bancários. Esse dinheiro pode ser utilizado, por exemplo, para investir em novos projetos, para fortalecer o caixa e acirrar a competição com os concorrentes, resolver problema de endividamento, entre outras possibilidades. Ao contrário da bonificação, os acionistas não ganham novas ações gratuitamente, apenas possuem a preferência pra comprar as novas ações a um preço pré-determinado, caso desejem. O impacto que pode gerar na cotação da ação vai depender do que será feito com o dinheiro da subscrição.

Diluição na participação acionária

Para melhor entender o que significa diluição acionária, imagine que uma empresa atualmente possui um total de 100.000 ações. Você é dono de 1.000 ações. Isso significa que possui uma participação de 1% nos lucros dessa empresa. A empresa então decide que irá realizar um aumento de capital (através de subscrição de ações), colocando mais 20.000 novas ações no mercado. Conforme previsto na lei das SAs, os acionistas da empresa possuem a preferência na subscrição dessas novas ações¹, caso queiram manter o mesmo percentual de participação. Porém, você decidiu não exercer o direito de subscrição. Então agora a sua participação na empresa, que antes era de 1%, caiu para 0,83%. Resumindo, sua participação nos lucros diminuiu.

¹ Segundo a lei das SAs, a preferência na subscrição é um direito essencial dos acionistas, salvo situações excepcionais que estejam previstas no estatuto social.

Fusões e aquisições: A diluição na participação acionária também ocorre quando uma empresa se envolve em uma fusão ou aquisição, e incorpora as ações da outra empresa. Os “antigos acionistas” passam a ter uma participação menor, porém ao mesmo tempo não podemos esquecer que a empresa se expandiu. Nesse caso, é importante analisar qual as vantagens e desvantagens de a empresa estar se juntando a outra, e se realmente “compensa” essa diluição.

Aumento de capital é algo sempre negativo?

Na bonificação de ações nada muda para o acionista, portanto não é nem positivo e nem negativo. Já na subscrição de ações vai depender do que a empresa irá fazer com o capital levantado. Se ela investir em projetos que aumentem sua lucratividade, pode ser considerado positivo. E pode ser positivo até mesmo para aqueles que sofreram diluição acionária, pois terão uma participação menor em uma empresa que gera mais lucro. Mas é claro, tudo vai depender do tamanho do retorno que a empresa irá gerar com o dinheiro levantado, comparado ao tamanho da diluição.

O aumento de capital via subscrição de ações é considerado negativo caso os recursos que foram levantados pela empresa não sejam destinados a projetos que aumentem sua lucratividade. Nesse caso é negativo para os investidores que participaram do aumento de capital e também para os que sofreram diluição. Enquanto um vai colocar mais dinheiro na empresa para continuar ganhando a mesma coisa, o outro não coloca mais dinheiro e passa a ganhar menos. Por isso, é importante que o acionista saiba analisar cada caso individualmente para decidir se vale a pena continuar investindo na empresa ou não.

Comentários