O que significa câmbio flutuante?

câmbio flutuante
Câmbio significa a quantidade de moeda que é necessária para comprar uma outra moeda de um país diferente. Já câmbio flutuante, que atualmente é adotado pelo governo da grande maioria dos países do mundo, é um tipo de sistema cambial. Para que fique mais claro, sistema cambial é a maneira como é formada a taxa de câmbio. Ao optar pelo sistema tipo câmbio flutuante, o Banco Central do país passa a não interferir na cotação do câmbio da moeda nacional para a moeda estrangeira, que normalmente é o dólar. Em outras palavras, deixa a cotação variar (flutuar) livremente conforme a lei de oferta e procura.

Desde o plano real em 1994, o Brasil já utilizou os regimes de câmbio fixo, câmbio fixo deslizante e câmbio flutuante sujo. Em 1994, utilizou o sistema de câmbio fixo, em que o governo fixou o câmbio em R$ 1 por dólar. Ao utilizar esse sistema, o governo se compromete a comprar ou vender dólares, independente do momento e da quantidade, pelo valor que ele estipulou.

De 1995 até início de 1999 o governo brasileiro passou a adotar o câmbio fixo deslizante, também chamado de bandas cambiais, modelo no qual era definida uma faixa de variação (um valor máximo e mínimo) para o câmbio. O problema de manter um regime de câmbio fixo ou de bandas cambiais, é que o governo acaba ficando obrigado a utilizar suas reservas internacionais caso a demanda por dólar aumente muito. Ou seja, pode ter que utilizar todas suas reservas, o que deixa o país mais vulnerável a momentos de crise.

A partir de 18 de janeiro de 1999 o sistema de câmbio flutuante foi adotado no Brasil e segue até hoje. Embora o sistema atual seja câmbio flutuante, este é chamado de “câmbio flutuante sujo”, pois em alguns momentos o BC interfere na cotação através da compra ou venda de dólares. Porém, essas intervenções são realizadas apenas quando ocorrem variações muito exageradas. Entre os instrumentos que o Banco Central pode utilizar para intervir, estão o leilão de linha, venda direta e swap cambial. As intervenções ocorrem principalmente em momentos de crise ou incertezas econômicas que provoquem um movimento anormal na entrada ou saída de dólares no país.

No regime de câmbio flutuante, são diversas as variáveis que podem impactar o valor do câmbio. Entre elas, podemos citar as taxas de juros dos países, a percepção dos investidores em relação à economia e política dos países, se a balança comercial apresenta déficit ou superávit, o fluxo de turistas, entre outras variáveis.

Comentários