Entenda o que é Subscrição de Ações

Uma das maneiras das empresas obterem recursos¹ é através da subscrição, que é um aumento de capital com emissão de novas ações. Os acionistas recebem o direito de adquirir essas novas ações emitidas (Direito de Subscrição), na proporção das que já possuem e por preço definido pela companhia. Há data limite, pré-definida pela companhia, para que o acionista demonstre o interesse de exercer o direito.

Negociar os Direitos de Subscrição: O acionista não é obrigado a exercer o direito. Ele pode vender, através do Home Broker ou mesa da corretora, os direitos que possui e embolsar o dinheiro, inclusive para amenizar o ajuste de preço da ação ocorrido na data ex-subscrição (ver adiante). Isso também significa que quem não possui o direito, pode comprar (desses acionistas) e subscrever. Ou lucrar vendendo por um preço superior ao de compra, porém tentar isso é muito arriscado, já que o direito “tem prazo de validade”.
  • O direito de subscrição expira quando o titular exercê-lo (substituído por um Recibo de Subscrição), ou se o titular do direito não exercê-lo até a data limite. Se o acionista comprar o direito no mercado e não subscrever ou vender perde todo dinheiro, pois o direito deixa de ser negociado. 
  • Vale a pena exercer o direito? Para o acionista que recebeu o direito, pode valer se o preço de exercício for menor que o das ações no mercado. Quem comprou o direito no mercado só terá vantagem se a soma do valor de subscrição e o valor pago pelo direito for menor que o preço da ação no mercado. 
Recibo de subscrição: Comprovante do exercício do direito de subscrever (total ou parcialmente) as ações ou debêntures pelo seu titular. Os recibos são negociados no mercado após o pagamento da subscrição e até sua transformação definitiva em ações ou debêntures. Após a transformação, eles são extintos.

Códigos de negociação: Os direitos e recibos de subscrição possuem as mesmas letras da ação, seguidos de um número que indica se é direito ou recibo de papel ON ou PN, conforme tabela abaixo:
 
Códigos de Negociação dos Direitos e Recibos de Subscrição

Ajuste de cotação: Há ajuste na cotação, feito por preço médio considerando a quantidade de novas ações emitidas e o preço de subscrição, após a "data com". Exemplo: Serão emitidas 35% novas ações a 15,00 e o ativo fechou 20,00 no último pregão “data com”.
  • Calculando o novo preço: basta multiplicar 20,00 por 100 e depois 15,00 por 35. Soma-se os resultados e divide por 135. Logo o valor de referência para o pregão seguinte (dia ex-subscrição) será R$ 18,70.
¹ Recursos que podem ser usados para aumento da capacidade produtiva, aquisições, pagar dívidas, etc

Comentários

  1. muito melhor explicaçao que o do ibovespa,obrigado,;,.

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado. Me ajudou muito também

    ResponderExcluir
  3. Bom dia !!! O recibo de subscrição vira ação e aparece no Home broker automáticamente ? Desde já agradeço a atenção!!! E o conteúdo muito limpo e de fácil aprendizado!!! Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Sim, após solicitar a subscrição, o direito de subscrição (ABCD1) vira recibo de subscrição (ABCD9), e posteriormente este vira ação automaticamente. A própria empresa comunica quando o recibo irá virar ação. Você também pode vender os recibos de subscrição antes de virar definitivamente a ação. Abraços

      Excluir
  4. BOM DIA. E SE O PREÇO DA SUBSCRIÇÃO FOR MUITO SUPERIOR AO VALOR DA COTAÇÃO. EX. COTAÇÃO A 0,07 CENTAVOS E A SUBSCRIÇÃO A 19,80 REAIS?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em relação aos R$ 0,07, você está falando da cotação da ação ou da cotação do direito de subscrição?

      Se for a cotação do direito (ABCD1). Se você comprar ele a R$ 0,07 e optar por subscrever a R$ 19,80, no final vai equivaler a comprar a ação nos R$ 19,87.

      Se estiver falando que a cotação da ação (ABCD3) está R$ 0,07 e o direito te da a possibilidade de comprar ela a R$ 19,80, então significa que essa subscrição não vale a pena.

      Excluir

Postar um comentário