Entenda o que é Subscrição de Ações

Uma das maneiras das empresas obterem recursos¹ é através da subscrição, que é um aumento de capital com emissão de novas ações. Os acionistas recebem o direito de adquirir essas novas ações emitidas (Direito de Subscrição), na proporção das que já possuem e por preço definido pela companhia. Há data limite, pré-definida pela companhia, para que o acionista demonstre o interesse de exercer o direito.

Negociar os Direitos de Subscrição: O acionista não é obrigado a exercer o direito. Ele pode vender, através do Home Broker ou mesa da corretora, os direitos que possui e embolsar o dinheiro, inclusive para amenizar o ajuste de preço da ação ocorrido na data ex-subscrição (ver adiante). Isso também significa que quem não possui o direito, pode comprar (desses acionistas) e subscrever. Ou lucrar vendendo por um preço superior ao de compra, porém tentar isso é muito arriscado, já que o direito “tem prazo de validade”.
  • O direito de subscrição expira quando o titular exercê-lo (substituído por um Recibo de Subscrição), ou se o titular do direito não exercê-lo até a data limite. Se o acionista comprar o direito no mercado e não subscrever ou vender perde todo dinheiro, pois o direito deixa de ser negociado. 
  • Vale a pena exercer o direito? Para o acionista que recebeu o direito, pode valer se o preço de exercício for menor que o das ações no mercado. Quem comprou o direito no mercado só terá vantagem se a soma do valor de subscrição e o valor pago pelo direito for menor que o preço da ação no mercado. 
Recibo de subscrição: Comprovante do exercício do direito de subscrever (total ou parcialmente) as ações ou debêntures pelo seu titular. Os recibos são negociados no mercado após o pagamento da subscrição e até sua transformação definitiva em ações ou debêntures. Após a transformação, eles são extintos.

Códigos de negociação: Os direitos e recibos de subscrição possuem as mesmas letras da ação, seguidos de um número que indica se é direito ou recibo de papel ON ou PN, conforme tabela abaixo:
 
Códigos de Negociação dos Direitos e Recibos de Subscrição

Ajuste de cotação: Há ajuste na cotação, feito por preço médio considerando a quantidade de novas ações emitidas e o preço de subscrição, após a "data com". Exemplo: Serão emitidas 35% novas ações a 15,00 e o ativo fechou 20,00 no último pregão “data com”.
  • Calculando o novo preço: basta multiplicar 20,00 por 100 e depois 15,00 por 35. Soma-se os resultados e divide por 135. Logo o valor de referência para o pregão seguinte (dia ex-subscrição) será R$ 18,70.
¹ Recursos que podem ser usados para aumento da capacidade produtiva, aquisições, pagar dívidas, etc

Comentários

  1. muito melhor explicaçao que o do ibovespa,obrigado,;,.

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado. Me ajudou muito também

    ResponderExcluir
  3. Bom dia !!! O recibo de subscrição vira ação e aparece no Home broker automáticamente ? Desde já agradeço a atenção!!! E o conteúdo muito limpo e de fácil aprendizado!!! Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Sim, após solicitar a subscrição, o direito de subscrição (ABCD1) vira recibo de subscrição (ABCD9), e posteriormente este vira ação automaticamente. A própria empresa comunica quando o recibo irá virar ação. Você também pode vender os recibos de subscrição antes de virar definitivamente a ação. Abraços

      Excluir
    2. Eu tenho pine10 que são recibos de subscricao. Se eu não vender vão virar pine4? Corro o risco de perder as ações pine10 ? Ou é só aguardar a conversão para ações pine4?

      Excluir
    3. Olá! Os recibos PINE10 irão se transformar automaticamente em PINE4. Se você quiser também pode vender esses recibos antes de serem transformados em PINE4.

      Excluir
  4. BOM DIA. E SE O PREÇO DA SUBSCRIÇÃO FOR MUITO SUPERIOR AO VALOR DA COTAÇÃO. EX. COTAÇÃO A 0,07 CENTAVOS E A SUBSCRIÇÃO A 19,80 REAIS?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em relação aos R$ 0,07, você está falando da cotação da ação ou da cotação do direito de subscrição?

      Se for a cotação do direito (ABCD1). Se você comprar ele a R$ 0,07 e optar por subscrever a R$ 19,80, no final vai equivaler a comprar a ação nos R$ 19,87.

      Se estiver falando que a cotação da ação (ABCD3) está R$ 0,07 e o direito te da a possibilidade de comprar ela a R$ 19,80, então significa que essa subscrição não vale a pena.

      Excluir
  5. Vamos supor, seu eu comprar direito de subscrição 1 ação á 0,30 ABCD1 e exercer o direito ABCD3 á 10,00, no final ficará = 10,30 , minha dúvida é, se somarei ao preço médio o valor do direito 0,30 de cada ação comprada ou só farei preço médio com o valor original que é 10,00 sem colocar o custo da aquisição do direito ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim o valor pago na subscrição entra no preço médio. Considerando teu exemplo, no final teu preço médio de compra de ABCD3 ficaria os 10,30.

      Excluir
  6. O que é "data com" e "data ex"? Só pra ver se eu entendi: o ajuste de cotação ocorre antes do período de se inscrever para participar do direito de subscrição, né?! Ou é depois que esses direitos são negociados no mercado secundário? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. “Data com” é a data que tu precisa dormir comprado na ação pra poder ter direito a subscrição. “Data ex” é a data que não tem mais direito, ou seja, não adianta comprar as ações a partir da data ex.

      Por exemplo, tu tem 1000 ABCD4. A empresa anuncia uma subscrição, sendo que quem tiver a ação na “data com” poderá subscrever 20% dos papéis que possui.

      Data com: 13/06/2020
      Data ex: 14/06/2020

      Então dormindo com ABCD4 da “data com” para a “data ex”, tu vai ganhar 200 ABCD1 (os direitos de subscrição).

      O ajuste da cotação de ABCD4 ocorre na data ex.

      Excluir
  7. As opções fora desse padrão ABCD1, ex: uma opção CIELG44 como consigo saber a porcentagem que tenho direito a subscrever?
    Existe um limite (tipo esses 20% dado exemplo de vocês) ou eu posso exercer o valor total de cotas de opção em ação principal?

    Ex:
    Tenho 100 opções CIELG44, com essa quantidade posso subscrever em 100 cotas da CIEL3, claro tendo na carteira o valor correspondente ao total necessário para executar a compra?
    Não sei se expliquei bem minha duvida, estou iniciando nessa parte então, espero que entendam rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! CIELG44 é mercado de opções, não tem nada a ver com subscrição de ações. Se tu comprar 100 CIELG44 pode, na data de exercício, exercer teu direito de comprar 100 ações de CIEL3 a 4,40. Dá uma lida nesse artigo específico sobre mercado de opções:

      Entenda o mercado de opções

      Excluir
  8. O que acontece após a subscrição? A corretora deve calcular um novo preço médio? Exemplo: tenho 10 cotas a 100 reais cada, subscrevi 5 a 80, o novo PM seria 93,33. Correto? Na corretora, eu já recebi as novas cotas proém o PM ainda não abaixou...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim nesse caso o novo preço médio é 93,33, porém quem precisa calcular o preço médio é você mesmo. Aquele preço médio que aparece no site de algumas corretoras, na maioria das vezes fica errado após eventos como subscrição e bonificação de ações. Não é obrigação da corretora te passar o preço médio, então sugiro que sempre mantenha um controle próprio para isso, até para evitar erros no cálculo de IR das operações posteriormente.

      Excluir
  9. Olá, tenho dúvida em relação ao reajuste. No caso, foi de 0,55, o fechamento foi de 5,79 na data com, e abertura de 5,24 na data ex. Meu PM era de 6,15 na data com, também terei que diminuir os 0,55 na data ex, independente de optar pela subscrição ou não? Meu novo preço médio seria 5,60? Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teu preço médio de compra vai continuar sendo os mesmos 6,15, não deve ser alterado em função desse reajuste que ocorre na data ex.

      Excluir

Postar um comentário