Como gerar DARF bolsa de valores (ações)?

Emitido pelo Ministério da Fazenda e pela Secretaria da Receita Federal, DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) é um documento que serve para a cobrança de impostos administrados por esses órgãos. Abaixo veremos como gerar uma DARF para pagamento de imposto sobre ganhos líquidos em bolsa de valores, utilizando o programa SiCalc.

DARF 6015 como preencher


Para ficar em dia com a receita, se você investe na bolsa de valores precisa estar atento a necessidade de recolhimento de imposto de renda mensalmente em caso de apuração de lucros (Leia: Como Calcular I.R. Ações e Opções). Uma maneira bem fácil de gerar uma DARF é através do programa SiCalc da Receita Federal.

Cada tipo de imposto tem um código diferente que identifica o que está sendo pago, no caso imposto sobre ganhos em renda variável o código a ser utilizado é 6015 -> IRPF – GANHOS LÍQUIDOS EM OPERAÇÕES EM BOLSA. A DARF 6015 serve para recolher ir sobre ganhos de day trade e operações comuns.

Confira abaixo o passo a passo


1- Baixe o SiCalc atualizado no site da Receita Federal e instale em seu computador: http://idg.receita.fazenda.gov.br/orientacao/tributaria/pagamentos-e-parcelamentos/darf-calculo-e-impressao-programa-sicalc-1


DARF 6015 como preencher

2- Inicie o programa. Ao abrir pela primeira vez, você terá que inserir o código do seu Município.

DARF 6015 como preencher

3- Escolha a opção 1- Cálculo dos Acréscimos Legais dos Tributos e Contribuições administrados pela Receita Federal do Brasil e respectiva emissão de DARF. Clique em Continuar.

DARF 6015 como preencher

4- Na tela que abrir, insira a data de pagamento, o código da DARF, mês de apuração e o valor a pagar. Após clique em Calcular.

DARF 6015 como preencher

5- Clique em DARF

DARF 6015 como preencher

6- Preencha os dados conforme imagem abaixo

DARF 6015 como preencher

O SiCalc serve também para calcular a multa e os juros em caso de atraso no pagamento.

Veja também: Planilha Imposto de Renda Ações, Opções e Mini Contratos

Comentários

  1. essa darf emite mensalmente, ok, mas se no decorrer mes, meu saldo estiver negativo, terei que emitir, perdi mais q ganhei, ou nas datas que ganhei terei q emitir?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andre, a emissão da DARF é apenas mensal. A necessidade de pagar imposto, e fazer emissão da DARF, vai depender se você obteve lucro no mês (considerando a soma de todos os resultados das operações finalizadas no mês). Além disso, vai depender se há prejuízos acumulados em meses anteriores para compensação e se o lucro está ou não isento de IR (no caso de operações comuns). Por isso é importante você ter um controle mensal de suas operações.

      Excluir
    2. entao nos meses negativos eu nao preciso imprimir darf? se eu terminar o ano negativo so coloco na declaração anual?

      Excluir
    3. Olá Eder. Se não há IR a pagar (porque teve prejuízo no mês em operações comuns e também em operações day trade), não vai precisar imprimir/gerar DARF. Daí só vai precisar colocar o prejuízo mensal na tua declaração do imposto de renda anual, na ficha de “Renda Variável - Operações Comuns/Day-trade”.

      Excluir
  2. o valor á preencher é o calculo de 15% sobre o lucro ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde! Exato, o valor a preencher é obtido através do cálculo de 15% sobre o lucro mensal de operações normais e 20% sobre lucro mensal de operações day trade.

      Excluir
  3. Olá. Como faço para declarar que tive prejuízo e adquirir o direito de compensar este prejuízo nos próximos meses?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para ter o direito você apenas deve inserir esse prejuízo na sua declaração do imposto de renda anual. Ele entrará na ficha de Renda Variável - Operações Comuns / Day Trade. Nessa ficha você vai informar os resultados obtidos em cada mês do ano.

      Excluir
    2. Então, se eu tiver prejuizo em fevereiro dai posso compensar com o lucro de março e depois informar na declaração da anual da receita federal ?? Assim ela vai entender que compensei o prejuizo de um mês com o lucro do mês seguinte ???

      Excluir
    3. Exatamente isso aí. Você vai compensar o prejuízo de fevereiro com o lucro de março e somente na declaração anual do imposto de renda você vai informar os resultados mensais na ficha de Renda Variável. E isso será o suficiente para a Receita entender que houve a compensação de prejuízo no mês em questão.

      Excluir
  4. O meu imposto ficou inferior a R$10 e o banco não me deixou pagar. Existe um mínimo para isso?
    E como eu devo proceder no próximo mês?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde! Nesse caso você vai inserir o valor que não conseguiu pagar na próxima DARF que atingir no mínimo R$ 10. Vamos supor que você tinha que ter pago R$ 6 esse mês. Não foi possível pagar por causa do valor. Então se no mês que vem você tiver que pagar pelo menos R$ 4, você soma os R$ 6 que deveria ter pago e gera uma DARF de R$ 10,00.

      Excluir
    2. E se no ano não atingir o valor de R$10,00?

      Excluir
    3. Você vai aguardar até o dia que atingir o valor mínimo e conseguir gerar a DARF para pagar esse “IR pendente”. Mesmo que leve 10 anos para isso acontecer, não tem problema.

      Excluir
  5. Eu sempre fui isento do IR, mas no mês de janeiro de 2019 comecei a ser day trader. Tive prejuízo. Como preencher a DARF se tiver prejuízo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Roberto, se teve prejuízo, não há IR a pagar e portanto não precisa preencher DARF. Também não precisa informar nada à Receita por enquanto.

      Esse prejuízo você informará à Receita Federal na declaração do imposto de renda anual do ano que vem.

      Fora isso, caso venha a ter lucro em day trade nos próximos meses, pode utilizar esse prejuízo para diminuir a base de cálculo do IR (vale lembrar que prejuízo de day trade somente pode ser utilizado para abater lucro de day trade).

      Excluir
  6. quando devo pagar a DARF?
    por exemplo : Comprei uma ação da vvar3 e vendi depois de alguns dias com lucro de 150 mais ou menos, nesse caso devo pagar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A DARF é mensal. O fato de ter vendido uma ação com lucro não significa que você terá que pagar imposto.

      Antes é necessário ver o resultado das outras operações concluídas no mesmo mês para ver se houve lucro mensal (separando operações comuns e day trade), se ficou isento de IR nas operações comuns com ações ou não...

      Se ao final você verificar que teve lucro mensal e precisa pagar IR, você terá até o último dia útil do mês subsequente ao da apuração para gerar a DARF e pagar.

      Excluir
  7. se eu vender por um valor baixo no mes,por exemplo obtive lucro de 50 reais,valor que está bem abaixo dos 20mil reais,ainda assim tenho que emitir a darf?a emissão da darf é no mes de compra ou no mes de venda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde! Um erro comum dos investidores é achar que esse limite se refere a R$ 20 mil de lucro. Não é lucro, e sim R$ 20 mil em movimentação de vendas de ações. Se ganhou R$ 50,00 e movimentou mais de R$ 20 mil em vendas de ações no mês, deverá pagar IR. Além disso essa isenção é válida somente para operações normais com ações (day trade sempre paga IR).

      Em relação a quando fazer a emissão da DARF, vai depender do mês de encerramento da operação. A apuração é mensal e precisa levar em conta o resultado de todas as operações finalizadas no mesmo mês, separando pelo tipo de modalidade (normal e day trade).

      Excluir
  8. posso somar darg de fii com darf de day trad?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode. O “processo do cálculo do IR” dos FIIs precisa ser completamente separado das ações, mas se no final tiver IR a pagar de ações (seja normal ou day trade) e também de FIIs, você pode somar e pagar tudo em única DARF.

      Excluir
  9. ola, eu fiz dois day trade na b3 no mercado fracionario e o valor da darf do mes de fevereiro ficou em 0.24c e provavelmente vai demorar ate juntar 10R$ porque faco poucos day trade, nesse caso eu so devo pagar depois que juntar 10R$ ou mais? e caso demore um ano isso me acarretaria algum problema ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Wayer, se você tiver IR de operações comuns para pagar, some esse valor de R$ 0,24 na DARF. Caso também não tenha IR de operações comuns para pagar, você vai deixar para fazer o pagamento o dia que conseguir juntar R$ 10 em uma DARF. Mesmo que demore um ano para isso, você não vai ter problemas.

      Excluir
  10. se tive lucro antes de prejuizo..
    Lucro de R$ 1000,00 em 04.04.2018 (tenho ate 31.05.2018 para recolher correto?)
    Prejuizo de R$ 1000,00 em 30.05.2018

    Posso utilizar esse prejuizo para compensar, mesmo sendo posterior ou devo gerar a DARF e pagar e utilizar esse prejuizo somente para lucros posteriores?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deve obrigatoriamente pagar IR relativo ao mês de abril (até último dia útil do mês de maio) e utilizar o prejuízo de maio somente para lucros posteriores.

      Excluir
  11. Tenho que pagar R$ 3,02 referente as operações de 02/2019. Não consegui gerar a DARF pois o valor foi inferior a R$ 10,00. Como devo fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nesse caso você deve somar esse valor na DARF do próximo mês que tiver que pagar pelo menos R$ 6,98 de IR. Pois somado com os R$ 3,02 você conseguirá atingir o valor mínimo de R$ 10 para gerar a DARF. Enfim, mesmo que demore, aguarde para fazer o pagamento quando atingir o valor mínimo.

      Excluir
  12. Bom dia. No caso de pessoa juridica no caso de lucro no mercado acionario e de futuros o darf tambem será o de codigo 6015?
    obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Marcos, o código é diferente e vai depender do regime tributário da PJ.
      3317 - IRPJ - Ganhos Líquidos em Operações na Bolsa – Lucro Real
      0231 - IRPJ - Ganhos Líquidos em Operações na Bolsa – Lucro Presumido ou Arbitrado
      3225 - IRPJ - Ganhos Líquidos em Operações na Bolsa – Simples Nacional

      Excluir
  13. Boa tarde.
    Parabens pelo artigo.
    Duvida sobre abatimento devido a meses de perdas: Considerando o cenário abaixo:
    - JAN: lucro de 100,00 e vendas SUPERIORES a 20 mil (pagarei ate final de FEV 15,00 de IR via DARF)
    - FEV: prejuízo de -200,00 e vendas *INFERIORES* a 20 mil
    - MAR: prejuízo de - 50,00 e vendas SUPERIORES a 20 mil
    - ABR: Lucro de 300,00 e vendas SUPERIORES a 20 mil
    Duvida: Deverei gerar uma DARF referente a 50,00 ? Posso abater os prejuizos no proximo mes de lucro ? ou deverei gerar uma DARF referente ao lucro de 300,00 e na declaracao de IR anual sera realizada a compensaçao ?
    O fato de ter prejuizo em um mes com movimentacao inferior a 20 mil pode modificar este abatimente no mes posterior ?


    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Haroldo, você deverá pagar IR sobre lucro de R$ 50 (a compensação deve ser realizada imediatamente por você, na declaração de IR anual você apenas vai informar os lucros e prejuízos mensais). O prejuízo de R$ 200 pode ser utilizado normalmente na compensação, mesmo que tenha sido gerado em mês com movimentação de vendas inferior a R$ 20 mil.

      Excluir
  14. Para operacos normais de acoes (15% de IR), temos que abater o IR 0,005% (dedo duro) retido na fonte, certo ?
    POr exemplo:
    Valor da DARF: 15% do lucro - IRRF (0,005%)
    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso. Os IRRFs que a corretora descontou de você, podem ser utilizados para abater o valor da DARF a pagar.

      Excluir
  15. Comecei no Day Trade em dezembro/2018, fiz lucro mas o valor a pagar de I.R é menor que 10 reais, então não emitirei a DARF. A dúvida é: na minha declaração anual que tenho que fazer até abril/2019 devo declarar essas operações, pois como gerou lucro e não vou pagar a DARF não me causaria algum problema ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rodrigo, sim você é obrigado a inserir esse lucro na tua declaração do IRPF. Você não terá problema, pois a Receita saberá que o pagamento ainda não foi realizado pela impossibilidade de gerar DARF menor que R$ 10.

      Excluir
    2. muito obrigado pela informação e excelente conteúdo publicado, até mais.

      Excluir
  16. Boa noite! Tive um prejuizo em janeiro de R$50.00 e nao gerei DARF e em Fevereiro um lucro liquido de R$1200.00. Tenho que pagar 20% de imposto sobre R$1200.00= R$ 240.00. Minha duvida 'e de como eu abato esse prejuizo que tive em Fevereiro. Deduzo os R$50.00 ou apenas 20% de R$50.00???
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O prejuízo de R$ 50 foi em operações Day Trade e o lucro de R$ 1200 também, correto? Nesse você deverá pagar 20% sobre R$ 1.150,00 de lucro. O abatimento deve ser feito antes de aplicar a taxa de 20%.

      Excluir
  17. sou iniciante no mercado de ações quero entender o seguinte eu tenho que declarar todo mês declarar meu lucro e prejuízo, mas como eu faço swing trade então todo mês eu vou ter que pagar essa darf ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você tiver lucro todo mês, deverá gerar DARF 6015 e pagar IR todo mês. Meses com prejuízo não precisa pagar nada. Em relação à declarar os lucros e prejuízos à Receita Federal, você somente precisa fazer isso na declaração do imposto de renda anual.

      Excluir
  18. Essa matemática de 15 e 20% são independente de valor ja descontado pela corretora? Ou preciso descontar quando fazer a conta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aplique a alíquota sobre o lucro líquido, 15% sobre operações comuns e 20% sobre operações day trade. Do resultado obtido você ainda pode abater os IRRFs que a corretora descontou nas notas de corretagens.

      Excluir
    2. Ok. obrigado.
      Mais uma duvida, eu posso somar todas as operações do mês e fazer a soma do imposto ou preciso fazer operação por operação? Abraço.

      Excluir
    3. O cálculo é mensal, antes você precisa somar os resultados de todas operações finalizadas no mês para somente depois, se realmente houve lucro, aplicar as alíquotas de IR. E é claro, nessa soma, você deve separar por operações comuns e operações day trade.

      Excluir
  19. Bom dia!

    Estou com uma dúvida...em um determinado fiz 3 operações Swing Trade, cada uma no valor aproximado de R$ 20.000,00, sendo que somando as 3, tive um lucro aproximado de R$ 1.000,00. Porém, comprei mais R$ 20.000,00 em ações e as mantive em carteira para o mês seguinte...

    Devo pagar a DARF referente ao lucro de R$ 1.000,00? Ou por ter comprado mais R$ 20.000,00 não devo pagar visto que ainda não tive lucro referente à transação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve pagar IR sobre o lucro líquido das operações finalizadas no mês. Ou seja, se essas 3 operações Swing Trade foram finalizadas, o total de vendas ultrapassou R$ 20 mil, e juntas te geraram lucro de R$ 1 mil, então deverá pagar IR de 15% sobre este lucro.

      Já essa outra operação que você comprou e não vendeu, só deve ser contabilizada no mês de apuração relativo à venda (finalização da operação).

      Excluir
  20. comprei acoes em fevereiro. nao vendi e pretendo ir comprando pra manter até achar q devo vender. Só preencho a DARF quando ocorrer a venda certo? e o valor que insiro no sistema é somente o valor do lucro em cima das acoes vendidas, correto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai precisar gerar e pagar a DARF até último dia útil do mês seguinte ao da venda. Enquanto não vender, não precisa preencher DARF. Sobre o valor que será preenchido no Sicalc, virá do cálculo de 15% sobre o lucro líquido mensal obtido (já que se trata de operações comuns).

      Excluir
    2. legal! e esse limite de 20mil, como funciona? só se eu vender acima de 20 mil pago imposto ou qualquer valor vendido tb paga?

      Excluir
    3. Essa isenção de IR existe somente nas operações comuns com ações (day trade sempre paga). E ela só é válida quando você movimenta menos de R$ 20 mil em vendas de ações no mês.

      Excluir
    4. Caso a movimentação for inferior a R$ 20 mil não é preciso recolher a DARF?

      Excluir
    5. Se o total de alienações de ações no mês for inferior a R$ 20 mil, você está isento de IR sobre o lucro das operações comuns com ações. Então se você só fez operações comuns com ações no mês, não precisa gerar DARF. Lembre-se que Opções, Day Trade, etc não se beneficiam dessa isenção.

      Excluir
  21. Boa noite! gostaria de saber se devo abater do lucro os valores de corretagem , emolumentos e taxa de liquidação que tive no mês?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Sim, você pode usar todos os custos envolvidos na compra e venda do ativo (todos os custos que aparecem na nota de corretagem) para abater a base de cálculo do IR.

      Excluir
  22. Boa tarde.
    Por favor, sobre abater as taxas cobradas nas operações, como fazer para somar, visto que nas notas são somadas operações ainda não fechadas?
    Posso abater os valores de corretagem , emolumentos e taxa de liquidação que tive no mês em notas fiscais, independente das operações ainda abertas?
    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deve ratear as taxas entre as operações da nota de corretagem. Para facilitar, quando houver mais de uma operação na nota você pode fazer essa divisão das taxas de maneira proporcional ao volume financeiro de cada operação.

      Excluir
  23. Não tenho pergunta mas só passei aqui para elogiar a competência das respostas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Laercio. Qualquer dúvida é só postar aqui. Abs

      Excluir
  24. Bom dia!

    Os valores totais de taxas e emolumentos no mês eu posso abater direto do valor da DARF ou devo calcular separadamente DT e ST?

    Caso seja em separado, e hipoteticamente eu tive prejuízo no DT e lucro no ST, as taxas de DT do mês corrente entram como prejuízo para os meses seguintes ou simplesmente não posso deduzir mais esse valor do IR?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruno, as taxas são abatidas no lucro e não do valor da DARF. Exemplo:
      Compra 1000 ações a R$ 10
      Vende as 1000 ações a R$ 11
      Total taxas (emolumentos, corretagem, etc) = R$ 10,00.
      Então lucro líquido = R$ 990,00

      Sobre o lucro líquido você aplica a alíquota do IR (15% operação comum ou 20% operação day trade). Vamos considerar que foi operação comum. Então IR a pagar será de R$ 148,50. Desse valor você pode abater o imposto retido na fonte (IRRF), ou seja, se foi retido R$ 5,00 de IRRF no mês, você precisará pagar R$ 143,50.

      Se você teve prejuízo, as taxas também entram como prejuízo a compensar para os meses seguintes.

      Excluir
  25. Olá, gostaria de saber se no campo VALOR PRINCIPAL temos que colocar o valor do lucro total obtido no mês ou o valor do imposto a pagar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Caio! Em VALOR PRINCIPAL deve colocar o valor do imposto a pagar.

      Excluir
  26. Vendi 13 ações no mesmo mês. Em 7 ações tive prejuízo e em 6 tive lucro.
    O total das vendas foi superior a R$20 mil. Como eu calculo o imposto? Calculo o lucro das 6 ações e deduzo o prejuízo das 7, e pago 15% em cima desse valor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato. Foram todas operações comuns? Se sim, some os resultados líquidos das 13 operações e se der lucro, aplique a alíquota de 15% sobre o lucro.

      Excluir
  27. Olá amigo! Uma dúvida:
    Digamos que tenha, em um mesmo mês, R$ 650,00 de prejuízo em Operações Comuns (Swing Trade), vendendo acima de R$ 20.000,00, e tenha R$ 800,00 de lucro em Day Trade.
    Como seriam o preenchimento das Darfs? Eu preencho uma Darf pra cada tipo de operação? Se sim, e no caso do prejuízo em operações comuns?
    Ou ao final do mês eu pego o resultado de ambos, e verifico se houve lucro ou prejuízo?
    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rafael, você obrigatoriamente deverá pagar 20% de IR sobre o lucro de R$ 800 em Day Trade.

      O prejuízo de R$ 650 em operações comuns você somente poderá compensar com ganhos em operações comuns nos próximos meses.

      Então, por exemplo, se no mês seguinte você lucrar R$ 1 mil em operações comuns, você deverá pagar IR de 15% sobre R$ 450 (diferença entre o lucro do mês e o saldo a compensar).

      Excluir
  28. Uma dúvida.
    Se eu vender dois papéis em um mesmo mês, um com venda acima de 20 mil com lucro, e outro abaixo de 20mil com lucro, o imposto é calculado apenas no lucro do papel que vendi acima de 20 mil? Ou calculo a darf usando os dois valores de lucros (acima e abaixo de 20k). Grato por um retorno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você sempre precisa fazer a apuração levando em consideração o conjunto de operações realizadas no mês. No caso, você realizou duas operações comuns com ações no mês e ambas deram lucro. Isso significa que o mês acabou com lucro que vem do cálculo “resultado da operação 1 + resultado da operação 2”. Agora que você ja sabe que teve lucro mensal em operações comuns com ações, você verifica se ultrapassou R$ 20 mil em vendas de ações ou não. Como o limite foi excedido, terá que aplicar a alíquota de IR sobre esse lucro mensal. Portanto, o IR estará sendo aplicado sobre os dois valores de lucros.

      Excluir
    2. Excelente explicação. Aqui neste site encontrei muita informação importante. Vou acompanhar sempre. obg.

      Excluir
  29. Por exemplo, se vender um papel em prejuízo acima de 20mil, Se um prejuízo não for totalmente compensado no mês seguinte (por exemplo descontando de algum lucro de venda acima de 20k), ainda é possível usar a compensação desse prejuízo nos meses subsequentes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prejuízo você carrega até ele se “diluir” por completo (mesmo que leve anos para isso acontecer). Apenas não esqueça que ele só pode ser compensado em operações da mesma modalidade. Ou seja, se foi gerado em operações comuns, só poderá ser utilizado para compensação em operações comuns. E se foi gerado em day trade, só poderá ser compensado em operações day trade.

      Excluir
    2. Muito grato mesmo pelo retorno.

      Excluir
  30. Boa noite! No mês passado paguei a menos a DARF. Como faço para pagar a diferença neste mês? Devo incluir multa e juros na diferença?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thiago, gere uma DARF complementar do mesmo período de apuração com essa diferença. Sugiro gerar a DARF no Sicalc, pois terá que calcular os acréscimos (sobre a diferença) devido ao atraso.

      Caso o valor da diferença seja inferior 10 reais, aí somente será possível fazer o acerto no pagamento da próxima DARF 6015 (terá que calcular o valor reajustado e somar na DARF).

      Excluir
  31. Boa tarde, Amigo! Não gerei DARF das minhas operações mensais, como devo proceder?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde! Faça as apurações mensais da mesma forma que faria caso tivesse dentro do prazo, e em seguida gere as DARFs pelo Sicalc. A diferença é que como as DARFs estão em atraso, o programa irá calcular acréscimos (multa e juros) sobre os valores que deveriam ter sido pagos.

      Excluir
  32. Eu paguei no mês de abril de 2018 fiz um pagamento de DARF no valor de R$ 206,40, porém quando refiz o cálculo do imposto devido deveria ter pago apenas R$ 200,15, posso descontar o excedente de algum mês subsequente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruno, infelizmente não pode. Para reaver esse valor pago a mais é necessário enviar um pedido de reembolso/restituição/ressarcimento pelo PERDCOMP da Receita Federal.

      Excluir
  33. Boa tarde.
    Por favor, mais uma vez, a mesma duvida (prometo, ultima vez) sobre descontar perda na hora de fazer a DARF.

    As perdas só serão consideradas na somatória de todas as operações, certo?

    EX.
    5 operações com saldo positivo
    5 operações saldo negativo
    10 X 100 = 1000 e vender 10 X 120 = 1200
    10 X 100 = 1000 e vender 10 X 95 =950

    Sendo iguais operações seria assim?
    10 X 120 = 1200
    10 X 95 =950
    2150 com lucro de 150,00?

    No caso, imposto devido sobre 150,00 menos taxas?
    Se day trade = aproximadamente: 30,00

    Como na soma houve lucro, não considera se, prejuízo?

    Obrigado.
    Abraço.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Jorge! Tentando simplificar: imagine que você faça 5 day trades no mesmo mês. Sendo que os resultados líquidos (já descontando as taxas) deles foram:

      1) Ganho de R$ 250
      2) Prejuízo de R$ 100
      3) Prejuízo de R$ 50
      4) Ganho de R$ 20,00
      5) Prejuízo de R$ 30,00

      Isso significaria que você terminou o mês com lucro de R$ 90 em operações day trade. E você vai aplicar 20% (alíquota para DT) sobre esse valor, o que daria R$ 18 de IR a pagar. Desse valor a pagar ainda poderia descontar os IR retidos das notas de corretagem.

      Excluir
  34. Boa noite, preciso saber como preencher os valores negativos (prejuízos) no DARF pela plataforma Web Sicalc, porque não estou conseguindo baixar no meu computador o programa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, não entendi a sua dúvida. Se você teve prejuízo no mês, não precisa preencher DARF no Sicalc. Afinal, não vai pagar imposto sobre prejuízo. IR você só paga quando tem lucro mensal em operações comuns, operações day trade ou Fiis. A única coisa que você preenche no Sicalc é o valor de IR a pagar para poder gerar a DARF e realizar o pagamento.

      Excluir
  35. Bom dia
    Gostaria de saber se os depósitos realizados na corretora também entram no calculo do imposto de renda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia! A tributação de Renda Variável é apenas sobre os lucros obtidos com os ativos negociados. Depósitos na corretora não entram nesse cálculo.

      Excluir
  36. No caso desse mês meu lucro ficou 5 reais.
    Tenho que declarar 19% em cima dele?
    Pq 1% já é retido na fontr correto?
    Faço operações daytrade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que calcular 20% sobre o lucro mensal de Day Trade e depois descontar os IRRFs retidos. O resultado disso vai ser o IR a pagar. Se calcular 19% vai dar diferença. Pois imagine que você opere DT em três dias diferentes, obtendo os resultados abaixo:

      Dia 1: Lucro de R$ 1 mil. IRRF = 10,00
      Dia 2: Prejuízo de R$ 1 mil. IRRF = 0,00
      Dia 3: Lucro de R$ 1 mil. IRRF = 10,00

      Pelo teu cálculo você pagaria 19% sobre o lucro do mês, o que daria R$ 190. Mas o correto seria R$ 180, pois na verdade gerou R$ 20 de IRRF.

      Excluir
  37. Bom dia, primeiro quero agradecer pelos seus esclarecimentos, li todas as perguntas e respostas.

    Minha dúvida é a seguinte: Caso tenha feito operações de swing em mês 02 e não ultrapassaram de 20 mil e tive um prejuízo de 50 reais, poderei abater no meu lucro do mês 03 que passou de 20 mil em vendas? E caso nesse mês 03 eu tivesse lucro, mas não passei dos 20 mil, não precisarei gerar darf e meu prejuízo de 50 mil do mês 02 fica em stand by até que em um mês eu vá gerar a darf?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Edeilson. É isso aí. O prejuízo do mês 02 poderá ser compensado no mês 03. Como o mês 03 teve lucro e ficou isento, o prejuízo do mês 02 você irá carregar para os meses seguintes. Aí vamos supor que no mês 04 você teve lucro de R$ 400,00 em operações comuns e vendeu mais de 20 mil em ações, então o IR de 15% será calculado em cima de R$ 350,00 (abate os R$ 50 de prejuízo acumulado). Enfim, o prejuízo a compensar não tem data de validade, e você irá carregar ele até quando precisar utilizá-lo.

      Excluir
  38. Dúvida, o calculo para PJ, se procede da mesma maneira?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O cálculo se procede quase da mesma maneira, mas o código da DARF é diferente (sugiro dar uma olhada no comentário do dia 12/03/2019). A outra diferença é que para pessoa jurídica não há nenhum tipo de benefício de isenção de IR. Ou seja, mesmo que não ultrapasse R$ 20 mil em vendas de ações no mês, deverá pagar IR sobre o lucro do mês de operações comuns com ações.

      Excluir
  39. Comprei ações em 12/2008 e vendi em 03/2019. devo pagar DARF 6015 de 15% sobre a diferença entre o que eu tinha em 03/2019 e 12/2008? Valores históricos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, deve pagar 15% (alíquota de operações comuns) sobre a diferença entre o valor de alienação e o custo de aquisição dessas ações. Lembrando também que, caso o total de vendas não tenha ultrapassado R$ 20 mil no mês de apuração, você fica isento de IR.

      Excluir
  40. Vendi ações em fevereiro de 2019, acima de 20mil, não emitiu a darf em março, pretendo fazer em abril, agora vigente, há problema?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devido ao atraso, você irá pagar multa e juros sobre o valor que deveria ter sido pago. Mas fora isso, não há problema em fazer o pagamento em abril. Pode utilizar o Sicalc para gerar a DARF com o valor atualizado.

      Excluir
  41. Olá,Boa tarde! Sou novata no mundo das ações. Comprei 5 ações no mercado fracionário agora dia 09 de abril Totalizando um valor de 80,5. Preciso emitir Darf? Não fiz nenhuma venda de ações. Corro algum risco de pagar juros,multa para o governo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por enquanto não precisa gerar DARF. Só há IR nos meses que você encerra operações e obtém lucro. Além disso, considerando que isso será uma operação comum com ações, caso no mês da venda você não ultrapasse R$ 20 mil em vendas de ações, estará enquadrada na isenção de IR.

      Excluir
  42. Olá boa tarde, eu li tudo e ainda assim tenho dúvidas. Eu comecei esse ano, com ações, só comprei, não vendi nada. Preciso pagar DARF mensalmente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisa gerar DARF apenas nos meses em que você encerra operações com lucro. Se até o momento você só comprou ações, não há IR a pagar e portanto não precisa gerar DARF. No caso de encerrar duas ou mais operações no mesmo mês, some os resultados das operações e caso seja positivo, aplique a alíquota. Pode acontecer também de você ficar isento de IR sobre o lucro mensal de operações comuns com ações (compra e venda em dias diferentes), se não ultrapassar R$ 20 mil em vendas de ações no mês de apuração.

      Excluir
  43. Gostaria de saber se posso gerar uma única DARF para pagar dentro daquele mês o somatório de todas os lucros com a venda de várias ações ou tenho que gerar uma DARF para cada venda de ação individualmente? Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gera uma única DARF, considerando o resultado mensal. A apuração deve ser feita sempre levando em consideração o conjunto de operações finalizadas no mês. Aplica 15% sobre o resultado, se positivo, da soma de todos os lucros e prejuízos obtidos no mês com operações comuns. E 20% sobre o resultado das operações day trade.

      Excluir
  44. mês passado eu fiz minha primeira compra de ações em swing trade e não vendi. Como fica a questão do Imposto de Renda, a DARF que deve ser declarado mensalmente? Eu tenho que fazer alguma declaração por ter feito operações no mercado variável mesmo sem ter vendido ou só a declaração anual mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você só precisa gerar DARF se obter lucro mensal e, após compensações de prejuízo e verificação de limite de isenção de IR das operações comuns com ações, houver IR a ser pago sobre o resultado apurado. Caso contrário não precisa gerar absolutamente nada.

      Como você só comprou ações até o momento, não há IR a ser pago. Você apenas saberá se teve lucro na operação, e se há IR a ser pago, no momento/mês da alienação.

      Declaração: fora a declaração do imposto de renda anual, não há nenhum outro tipo de declaração relativa à Renda Variável que deva ser preenchida.

      Excluir
  45. Boa noite. Comecei no mercado de opções neste exercício após fazer um curso online, porém nada se explicou para a hora de mensurar lucros e perdas das operações, e gerar a DARF mensal para pagamento. Agradeceria muito se pudesse me tirar uma dúvida, desde já agradeço!

    Montei uma trava de alta de um papel da seguinte maneira:

    Comprado (d522) 1000 opções a 0,81 (total 810)
    Vendido (d531) 1000 opções a 0,58 (total 580)
    Operação ficou montada com um spread de 0,23, sendo assim gastei 230 reais.

    Com o decorrer do exercício a operação não andou, então resolvi comprar a ponta vendida (dica do curso) e ficar somente comprado (d522) a seco, esperando que o ativo desse um tiro de velocidade e eu conseguisse salvar a operação. Para isso fiz:

    Comprei 1000 opções (d531) a 0,18 investindo mais 180 reais. Logo após esta operação fiquei somente comprado (d522) e o lucro da compra da ponta vendida ficou automaticamente alocado nesta operação a seco (400 reais), porém ainda com prejuízo pois o ativo não andou como esperava.

    Assim resolvi vender a ponta comprada e fechar a operação de uma vez, já que ainda poderia salvar algum dinheiro. Efetuei a venda de 1000 opções (d522) a 0,30, gerando um total de 300 reais que me caiu de crédito no dia seguinte.

    A minha dúvida é quanto aos lucros e perdas desta operação, já que investi 231 para montar a trava, depois mais 180 para comprar a ponta vendida (gerou um lucro de 400 que foi direto para a ponta comprada da trava, não caiu como crédito na minha conta na corretora) e encerrei minha posição conseguindo o retorno de 300 reais. No final das contas, gastei 411 (231+180) e peguei de volta 300 na reversão, totalizando uma perda de 111 reais. Posso considerar esse valor (111) como um valor liquido de perda nesta operação? Ou estou pensando errado e tenho que alocar também este lucro de 400 que foi alocado na minha ponta comprada da trava?

    Desculpe o texto longo, mas gostaria de entender os mínimos detalhes para não cometer erros na hora de calcular se tive lucro ou prejuízo para gerar a DARF. E uma última pergunta, esta mais simples, montei uma trava de alta na qual gastei 99 para montar e reverti por 143, totalizando um lucro de 44 reais. É este valor que coloco na soma dos meus lucros ou tenho que calcular junto as taxas de liquidação, emolumentos e registro tanto da hora da montagem quanto da hora da reversão?

    Mais uma vez obrigado, e tudo de bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite. Travas é apenas nome de uma estratégia no mercado de opções. Para efeitos de cálculo de IR são duas operações completamente separadas uma da outra. Você iniciou comprando 1000 opções D522 a R$ 0,81 e vendendo 1000 opções D531 a R$ 0,58. A primeira operação encerrada é a da D531 através da recompra a 0,18.

      Resultado da operação com a D531 foi lucro de R$ 400,00 menos taxas operacionais. Esse resultado vem do cálculo (0,58-0,18)*1000-taxas

      A segunda operação encerrada é a da D522 através da venda a R$ 0,30. Resultado da operação com a D522 foi prejuízo de R$ 510,00 mais as taxas operacionais. Cálculo resultado: (0,30-0,81)*1000-taxas

      Logo se as duas operações foram finalizadas no mesmo mês (lembrando que apuração de IR na bolsa de valores é sempre mensal e deve incluir todas as operações encerradas no mesmo mês), teu prejuízo foi R$ 110 mais as taxas operacionais.

      Sobre a segunda dúvida, as taxas necessárias para realização das operações (aquelas que aparecem na nota de corretagem) podem ser utilizadas para abater a base de cálculo do IR. Logo para calcular o resultado líquido das operações para fins de cálculo de IR você pode considerar as taxas pagas.

      Excluir
  46. Muito obrigado pelas explicações! E parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  47. Boa Tarde. Tenho dúvida com lançar uma operação de SHORT que fiz assim:
    - Vendi 2000 ações DMMO3 por R$2.885,64 em 09/10/19;
    - Comprei as mesmas ações por 3.183,89 em 27/11/19 com prejuízo de R$298,25.

    Minha dúvida é em que mês eu lanço o prejuízo, já que o dedo-duro foi calculado em Out/19.

    De antemão agradeço a atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite. O prejuízo deve ser lançado no mês de novembro/2019 (mês de finalização do negócio através da recompra das ações).

      Excluir
  48. Calculei a DARF errada e consequentemente paguei ela no valor errado, agora na declaração verifiquei que tinha que pagar um valor um pouco maior (Era pra pagar 102 e paguei 72,50). Como proceder nesse caso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você apenas precisa pagar uma DARF complementar (relativa ao mesmo período de apuração) com o valor da diferença, que no caso foi de 29,50. Terá acréscimos sobre esse valor, por causa do atraso.

      Excluir
  49. Eu calculo lucro/prejuízo com o valor da corretagem ou sem corretagem? Minha nota tem "total de despesas" e "total líquido da nota" me baseio no total liquido da nota?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim as taxas pagas para efetivação das operações podem ser utilizadas para diminuir a base de cálculo do IR. Portanto deve calcular o lucro/prejuízo considerando as despesas com corretagens, ISS e outras taxas cobradas pela B3, como os emolumentos, taxa de liquidação, taxa de registro...

      Excluir

Postar um comentário