Postagens

Empréstimo de Ações: entenda esta operação

Imagem
O aluguel de ações (empréstimo de ações) é uma ótima forma para os investidores de longo prazo (que focam em dividendos, por exemplo) aumentarem seus ganhos no mercado de ações. Não que seja um rendimento significativo, mas querendo ou não, é um ganho a mais no longo prazo.

Neste tipo de operação existem dois participantes: o tomador e o emprestador (também chamado de “doador”). O tomador é um especulador que está apostando na baixa da ação, e para operar vendido sem ter as ações em carteira (venda a descoberto) por mais de um dia, precisa alugar as ações. Estes especuladores vendem o ativo para depois recomprá-lo mais barato. O emprestador normalmente é aquele acionista de longo prazo, que não tem interesse de se desfazer tão cedo de suas ações – por isso empresta suas ações em troca de uma taxa pré-determinada.

Para o tomador podemos considerar uma operação de risco, pois vale lembrar que existe prazo para devolver as ações e também quando se está vendido não há limite de perdas …

O que é Monopólio?

Imagem
Monopólio é quando uma empresa domina completamente um setor: apenas ela fornece aquele tipo de produto ou serviço, ou seja, não possui concorrência. Por causa disso, a empresa possui grande poder sobre o preço praticado em suas mercadorias ou serviços. Logicamente isto aumenta o lucro da empresa, que consegue ter alta margem de lucro.

Encontrar um caso de verdadeiro Monopólio é algo muito raro, pois existem instituições criadas com a finalidade de impedir monopólios e promover a concorrência nos mercados. No Brasil, o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) é o encarregado por investigar e julgar condutas nocivas à livre concorrência. Este controle é necessário, pois o Monopólio na maioria dos casos é negativo pensando pelo lado do consumidor, que fica refém dos preços abusivos muitas vezes praticados pelas empresas monopolistas.

Olhando por outro lado, o de investidor, encontrar uma empresa que tenha características parecidas com um Monopólio pode ser interessante. Vale lem…

O que é Oligopólio?

Imagem
Poucas empresas (pouca concorrência) e muita demanda. Esta é a descrição em poucas palavras do que é Oligopólio. Saber o significado pode ser muito importante na hora de investir em ações, pois empresas altamente lucrativas, com boa margem de lucro, costumam fazer parte de setores oligopolistas.

No Oligopólio as empresas “seguem as outras” devido à baixa concorrência e justamente por isso acabam sendo muito parecidas entre si em vários aspectos, não só no preço, mas também na política de produção e qualidade dos produtos ou serviços. Ou seja, os consumidores acabam optando pela sua experiência pessoal com cada empresa.

O Oligopólio não é um Monopólio, onde apenas uma empresa manda no setor e regulamenta os preços à vontade. Mas é caracterizado pela pouquíssima concorrência, comunicação entre as empresas e dificuldade de entrada de novas empresas no mercado. Por isso, empresas de setores oligopolistas também praticam preços altos, o que é ruim para os consumidores. Por outro lado, o…

Value Investing. Você sabe o que é?

Imagem
O Value Investing (“investimento em valor”) apareceu pela primeira vez em 1934 no livro “Security Analysis” de Benjamin Graham em coautoria com David Dodd. É uma das várias formas de operar no mercado de ações utilizando a análise fundamentalista. Utilizada por investidores famosos como Warren Buffett e Luiz Barsi (um dos maiores investidores da Bovespa), essa estratégia consiste basicamente em investir com uma margem de segurança. Ou seja, comprar ativos que estão descontados em relação ao seu valor intrínseco.

Como já comentamos no artigo “Quem foi Benjamin Graham?” o Valor Íntrinseco é o valor justo esperado, calculado através de análise profunda da empresa e seu mercado de atuação. Vale lembrar que encontrar o valor justo é algo que depende do ponto de vista de cada investidor. E há várias maneiras de analisar o valor justo, seja analisando os resultados recentes ou tentando projetar o futuro da empresa.

Um investidor seguidor do Value Investing vai procurar sempre ações que não e…

Valor Patrimonial, Valor de Mercado e Valor justo

Imagem
Valor Patrimonial Esse valor, que está no balanço patrimonial da empresa, reflete o passado da mesma e não pode ser usado como referência na compra da ação. A empresa pode estar sendo cotada muito abaixo do seu VPA porque o mercado já está precificando a inviabilidade do negócio, problemas do setor, uma dívida descontrolada, um negócio mal planejado que vai gerar prejuízo mais há frente, ou simplesmente prejuízos já constantes que futuramente farão o patrimônio líquido zerar ou ficar negativo. Do mesmo jeito, uma empresa pode estar cotada acima do VPA por ser muito bem administrada e ter histórico de lucros muito consistentes. Enfim, o mercado está interessado no futuro da empresa.
Valor de Mercado (número de ações x cotação atual) O valor de mercado é o resultado das diferentes análises / pontos de vista de vários investidores, portanto é como eles estão avaliando, no momento, o patrimônio líquido da empresa. Isso significa que a ação pode estar cotada acima ou abaixo do Valor Patrimo…

Saiba como funcionam as Médias Móveis

Imagem
O mercado de capitais é muito volátil. Às vezes são feitas máximas e mínimas bastante distanciadas em papeis por conta de notícias, ou simplesmente pelo humor dos investidores. A média móvel é uma técnica utilizada para minimizar essas oscilações do dia-a-dia, de forma a filtrar a real tendência de um papel. Confira abaixo os três tipos de médias móveis mais usados.

Simples ou Aritmética (MMA) É a mais usada e mais fácil de calcular. Exemplo: Se há 7 dias de plotagem de preços de determinado papel; para se obter a média móvel, basta somar os preços de fechamento dos 7 dias e dividir a soma por 7. A cada novo preço, elimina-se da fórmula o preço mais antigo e coloca-se o preço mais recente. Nela, os preços de todos os dias (períodos) têm o mesmo peso.

Exponencial (MME) A média móvel exponencial é muito usada para identificar reversões de tendências. Ela acompanha mais rapidamente a oscilação de preços, pois os dados mais recentes possuem maior importância no cálculo da média. Outra carac…

O que é rating ou nota de risco?

Imagem
São diversas as vezes que escutamos falar sobre rating em sites de notícias sobre o mercado financeiro. Rating basicamente é uma nota em forma de letras e sinais aritméticos, revisada periodicamente por agências de classificação de risco, que mostra qual a capacidade de um país ou empresa honrar seus compromissos financeiros / saldar suas dívidas.

As três principais agências que fazem esse serviço são Moody’s, Standard & Poors (S&P) e Fitch Ratings. Para dar a nota, elas consideram a situação financeira da empresa e as condições do mercado no qual ela está inserida. No caso dos países, analisam as conjunturas econômica, social e política.

Em relação às notas, empresas ou países classificados como AAA/Aaa até BBB-/Baa3 são considerados como grau de investimento (menor risco de calote), enquanto os que possuem nota de Ba1/BB+ até C/R e D são considerados como grau especulativo. É importante lembrar que uma mesma empresa/país pode apresentar títulos de dívida com diferentes nota…